Capa da Hora
The Centurions
Parceiros – Quadrinhos
Precisamos de você!!
Destaques
Arquivos

Especial Carnaval de Quadrinhos das Quartas – Parte 01

Retrospectiva da participação do The Centurions no CQQ… esperamos que a idéia seja retomada em breve!!

Data: 26/03/08
Essa é para marcar a nossa entrada no CQQ (Carnaval de Quadrinhos das Quartas)… para quem não sabe, o CQQ é uma postagem coletiva, onde diversos blogs especializados em quadrinhos postam sobre o mesmo assunto. O CQQ foi criado no Blog do Hiroshi e a cada semana (ou quinzena) é hospedado em um blog diferente.

Há algum tempo atrás um grande criativo da blogosfera o parceiro Pedro Cardoso do Receita do Sucesso criou os fantásticos Herois da Blogosfera, grupo de ícones da internet com o objetivo primordial de defender o entretenimento sadio na rede. Inspirado nesta magnânima criação, o Quadrideko se ultilizou também da fantástica ferramenta criada por Eduardo José Reis , o Hero-O-Matic , para lançar os Heróis do CQQ. Um liga de blogueiros com poderes extraordinários com a missão de defender o direito de acesso aos post criado semanalmente. Bem, sem mais delongas vamos apresentar os nossos Heróis :

.
.
Hiroshi , O Lanterna Vermelha
.
.
O Busilis , o Caçador Urbano
.
.
Kalango , O Lagarto Selvagem
.
.
Cibertron , O Andróide Espacial
.

.
Reviews , O Batedor
.
.
Rabisco , O Risco Final
.
.
Acesso , O Portal para Outros Mundos
.
.
Não Diga Nada , O Silenciador vem aí !
.
.
Centurions , O Gladiador
.
.
Quadri Man , O Imbatível
.
Não deixem acompanhar as aventuras de nossos heróis quinzenalmente nas edições do CQQ !!!


Post by Quadrideko

Carnaval de quadrinhos das quartas #13 – Azar ou Sorte – Data: 02/04/08

Finalmente nosso post de estréia no CQQ, e é na edição #13, hospedada pelo Rabisco!. Hoje falaremos sobre uma grande personagem do universo Marvel, que escolhemos por trazer consigo a “Maldição do Azar”: A Gata Negra.



Filha do Grande Gato, um dos maiores ladrões dos últimos tempos, Felícia Hardy treinou suas habilidades à perfeição. A princípio uma ladra como seu pai, regenerou-se em nome do amor que sentia pelo Aranha e juntos, lutaram contra a escória de New York. Ela ajudava o Aranha a tirar as fotos, mas não tinha nenhum superpoder.

Quando o Aranha foi para o Planeta de Beyonder nas Guerras Secretas, ela quase foi morta pelo Dr. Octopus e o Aranha quis desistir da parceria devido ao fato de Felícia não ter poderes. A Gata saiu à cata de poder para ficar à altura de seu amor. Após cansativa jornada por toda a cidade, alguém atendeu seu pedido.

A Gata Negra já tinha o poder (era uma mutante com o poder da Manipulação das probabilidades), que foi ampliado por cientistas. Ela era extremamente ágil e infligia uma aura de azar em quem a atacasse. O misterioso benfeitor revelou-se como sendo… o Rei-do-Crime. Ela procurou esconder isso do Aranha, mas quando ele soube quem estava por trás de tudo, isso começou a prejudicar a relação dos dois, além do fato dele ter revelado sua identidade secreta e Felícia não ter gostado. Ela era apaixonada pelo Aranha, não por Parker. Não tomando o devido cuidado para guardar este segredo, isso começou a irritar Peter. Seu poder tinha um problema: ele também dava azar para quem ficasse perto dela demais. O Aranha teve problemas devido a isso e acabou pedindo a ajuda do Dr. Estranho, que retirou o azar dele e os poderes dela. Pouco tempo depois ela sumiu.

Na volta, quis dar uma “nova chance” para o Aranha e o descobriu casado. Por vingança, ela namorou Flash Thompson, mas acabou gostando dele. Felícia e Peter voltaram a ser amigos e até lutaram juntos depois. Ela se separou de Flash e acabou montando uma agência de detetives particulares (Veja Heroes For Hire).

 

Felicia Hardy era uma menina de classe alta, com uma mãe extremamente exigente. Felícia foi criada para ser sempre a vencedora, a campeã, a número 1. Quando estava no colégio, sua mãe lhe contou que seu pai, Walter Hardy, havia morrido num acidente de avião. Certo dia ela encontrou um diário de seu pai na biblioteca da casa e descobriu que ele era um grande ladrão. Ela descobre que seu pai não morreu, está preso e com câncer.

Com o passar do tempo, ela começa a se sentir cada vez mais atraída pela sensação de perigo e mesmo sendo rica e “patricinha” decidiu seguir os passos de seu pai, por quem tinha uma grande admiração, e tornou-se uma ladra. Felicia iniciou um rigoroso esquema de treinamento físico que aumentou sua força, resistência e agilidade. Ela também aprendeu técnicas para arrombar fechaduras e cofres, e se tornou mestra em artes marciais.

Isto levou anos, mas Felicia demonstrou grande talento e superou seu pai em cada movimento, aprendendo todos os seus truques. Quando soube que seu pai encontrava-se muito doente, ela criou um visual próprio se vestindo com um uniforme de Gata Negra. Surge então a Gata Negra. Acreditando que ele deveria morrer em seu próprio leito, ela invadiu a prisão e o resgatou, levando-o de volta para casa, despistando o Homem-Aranha no processo.

Embora seja uma especialista em ludibriar seus perseguidores, a aparentemente impulsiva Gata Negra é muito prudente em seus planos. Ainda no início de sua carreira criminosa, ela criou na mente de seus adversários a impressão de que possui a habilidade inata de trazer má sorte.

Felicia prepara cuidadosamente a cena do crime, de modo que “acidentes” podem acontecer e prejudicar qualquer perseguidor. Devido ao seu grande arsenal de trapaças e perícias, ela conseguiu convencer até mesmo o Homem-Aranha de que poderia afetá-lo com sua maldição de azar. Sua brincadeira de gato-e-rato continuou por algum tempo, com a vivaz Felicia confundindo e frustrando constantemente o objeto de sua crescente fascinação.

Ela passa a ser perseguida pelo Homem Aranha. Após a morte de seu pai ela recebe uma carta do mesmo, pedindo para que ela não seguisse o mesmo caminho que ele, o do crime. Pelo enorme amor e consideração por seu pai, Gata Negra decide mudar de lado, abandona a vida de roubos e passa a perseguir outros bandidos, ajudando e deixando de dar dores de cabeça ao Homem Aranha.

Apesar de seu apelido sugerir, ela não é negra. E agora também não possui super poderes. Tem grandes habilidades como ginasta e ladra, além de grande lutadora de artes marciais. Como a editora Marvel gosta de mexer com a personalidade de certos personagens de tempos em tempos, atualmente não se sabe se a Gata Negra está classificada como heroína ou vilã. Originalmente, ela é uma vilã do “universo” do Homem Aranha.

Sua primeira aparição foi em Amazing Spider-Man (Vol. 1) #194, em 1979. Criada por Marv Wolfman e Keith Pollard. Após a morte de Gwen Stacy, das novas personagens femininas surgidas na série, foi a primeira candidata à namorada do Homem-Aranha a fazer relativo sucesso. O romance acabou prejudicado quando ficou claro para os leitores que ela era atraída pelo super-herói e não pela sua identidade civil, do comum Peter Parker.


 

Fontes de pesquisa:

Outros posts participantes:

 

Baixe o scan Especial Gata Negra do RnCBR
AQUI!!

 

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a Reply

Packs Projetos Centurions
Links da Casa
Parceiros – Diversos
Seja nosso fã
Categorias
Nuvem de Tags